Tão abandonado

Foi deixado embaladinho em um saco de pano na beira da cerca, sem entender o porquê. Até onde se lembrava, ele havia sido um bom cachorrinho, exceto a vez que pulou em cima da perna da vovó fazendo com que ela derrubasse todo o leite das crianças, mas isso não vinha ao caso. Por mais que tentasse ele não lembrava o que podia ter feito de tão mal para ter sido expulso da sua casinha. Será que era feio?  Gordinho? Ficou ali deitadinho por uns instantes pensando, pensando…

tão abandonado